Boa parte de um vasto material recolhido em muitos anos de pesquisas está disponível nesta página para todos os que se interessam em conhecer o futebol e outros esportes a fundo.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

O "Jogo das Barricas": verdade ou lenda?

O hoje poderoso São Paulo F.C. já teve de se render ao auxilio dos clubes rivais E.C. Corinthians Paulista, Associação Portuguesa de Desportos e Palestra Itália, que concordaram em participar de um torneio quadrangular, para poder minimizar uma situação de dificuldades financeiras que o clube atravessava em 1938. Essa festa esportiva, realizada no campo do Palestra Itália, o Parque Antártica, em julho daquele ano, logo após a Copa do Mundo da França, ficou conhecida como o “Jogo das Barricas”.

Os noticiários dos jornais da época mostravam claramente a finalidade da festival de futebol; “O torneio do proximo domingo no Parque Antarctica deve merecer de todos os bons esportistas de São Paulo o seu incondicional apoio, visto a sua renda destinar-se a um fim nobilitante, como seja o de prestar auxilio moral e financeiro a um clube, legítimo representante do futebol bandeirante, como é o São Paulo que, lutando com as difficuldades próprias do momento, vem atravessando uma crise (…)“

E os jornais também faziam um apelo aos torcedores; “Os socios do São Paulo, Palestra, Corinthians e Portugueza de Esportes, têm o direito de não pagar ingresso. Por nosso intermedio, no entanto, é feito um appello a todos os torcedores, indistinctamente, para collaborarem com a sua parcella, visto a sua renda reverter em beneficio do proprio futebol local.”

O São Paulo, na condição de anfitrião do torneio, ofereceu ao vencedor a “Taça Augusto Henrique Mündel Jr.” e todos os fundos arrecadados foram destinados ao caixa do clube. Os jogos foram disputados no dia 3 de julho de 1938 e tiveram estes resultados: Corinthians 0 x 0 Palestra Itália. Nos escanteios, o Corinthians venceu por 2 x 0. São Paulo 0 x 3 Portuguesa. Final: Corinthians 2 x 1 Portuguesa.

No sábado, 2 de julho, véspera da competição, na página 9, o jornal “Folha da Manhã” publicou o seguinte: “A LIGA NÃO COBRARÁ PORCENTAGEM – Conforme é corrente, a renda do festival em questão será em beneficio do São Paulo F. C., tanto assim que esse clube, pede, por nosso intermedio, que todos os affeiçoados contribuam com sua parcella, adquirindo ingresso, apesar do direito que assiste aos socios do São Paulo, Palestra, Portugueza de Esportes e Corinthians de não pagarem entradas.

“A L.F.E.S.P. querendo contribuir para o maior exito financeiro do festival abriu mão da porcentagem que lhe caberia, dando assim um bello exemplo do seu incondicional apoio ao tricolor”.

Ainda falta publicar detalhes desse “fantástico festival”, mas o jornal, que tantos apelos fez à população para que salvasse o São Paulo da bancarrota, pagando ingressos, não publicou a renda do encontro, na edição que deu conta do resultado do torneio.

Mas de uma coisa não restou a menor dúvida: Palestra, Corinthians e Portuguesa salvaram o São Paulo F.C. da falência iminente, em uma série de amistosos promovidos no Palestra Itália, em 3 de julho de 1938. O “Jogo das Barricas” existiu como se vê. Tal alcunha foi dada graças ao auxilio oferecido pelas duas grandes equipes paulistanas, mais a Lusa, em benefício do time tricolor.

O São Paulo F.C. foi fundado em 1930 na beira da Marginal do Tietê. Por má administração o clube faliu em 1934. Contam que as dividas contraídas nunca foram pagas pelo São Paulo, mas pelo clube vizinho, o C.R. Tietê que aceitou incorporar o terreno, ficar com as taças e garantir os pagamentos.

Finalmente o clube foi refundado em 1935 sem qualquer patrimônio. Só sobreviveram nessa terceira fundação porque se fundiram com o C.A. Estudantes da Mooca, passando a mandar seus jogos naquele bairro.

O São Paulo foi salvo de nova falência pelo torneio beneficente citado acima e até hoje conhecido como o “jogo da barrica”, pois foram colocadas barricas na entrada do estádio para o povo jogar dinheiro e ajudar o São Paulo a pagar suas dívidas. Neste jogo Porfírio da Paz, presidente são paulino na época, teria andado no meio das torcidas adversárias com a bandeira do clube, esticada, para o pessoal jogar dinheiro.

Torcedores corinthianos e palmeirenses realizam todos os anos o “Jogo das Barricas”, em gozação aos tradicionais adversários tricolores. Ultimamente o cotejo tem sido disputado em campos de várzea, e a única exigência é que sejam levadas moedas, com a intenção de se encher e despejar uma barrica cheia de níqueis na porta do Morumbi.

Os dirigentes e torcedores do São Paulo negam que tenha sido disputado esse torneio com a intenção exclusiva de tirar o clube de uma situação de extrema dificuldade financeira. O site “Ex-ciclopédia Tricolor” cita que o festival foi realizado em julho de 1938, logo após a Copa do Mundo da França.

A idéia era envolver as equipes do futebol paulista que estavam paradas durante esse torneio. Assim, Portuguesa, Palestra Itália e Corinthians foram convidados para um torneio, e o São Paulo, como anfitrião da disputa, ofereceu ao vencedor a Taça Henrique Mündel”.

Como era um torneio amistoso promovido e idealizado pelo SPFC, obviamente todos os fundos arrecadados foram destinados ao caixa do clube. Segundo os são paulinos essa é a verdade da famosa lenda do "Jogo das Barricas".

Acreditando-se que essa seja a versão verdadeira, de doação não houve nada. O que aconteceu é que os clubes envolvidos aceitaram os termos do acordo. Nunca houve doação de renda, pois de fato ela nunca foi dos clubes participantes, e sim do promotor do evento. Aos participantes somente cabia a disputa pela Taça do Festival. De qualquer maneira o episódio rende polêmica até hoje. (Pesquisa: Nilo Dias)

5 comentários:

Paulo Vargas da Silva disse...

O tricolixo é tão ridículo que tenta omitir o fato histórico do jogo das barricas!

Unknown disse...

Bando de frouxo, se realmente tivessem a honra qur dizem ter, aceitaria a posição que tiveram no passado, nem só de glórias se vive a vida!

Weslei Paz disse...

Sebastião tivesse sido esmola ñ teria sido disputado torneio, mais sim o spfc organizou e o acordo seria destinado ao clube, todos q participaram aceitaram esse acordo.... Logo depois viram o spfc mais forte e mais rico aí alegam tal esmola.... Tanto é q o clube foi campeão com 3 anos de existência

chillietricolor disse...

Exatamente Wesley, desde daquela época ja tentavam destruir o São Paulo. A irônia maior é que com todas estas mentiras e roubalheiras, nenhum deles conseguiu...o são Paulo sim é que esta se destruindo sozinho infelizmente.

Guilherme Lamonica disse...

Esse torneio aconteceu sim, porém foi um torneio para arrecadar dinheiro (Não obrigatorio) para pagar salarios que estavam com serios problemas de atraso.
outro ponto polemico, que o São Paulo foi fundado no Rio Tiete, o SPFC, foi fundado no marco zero da cidade de São Paulo, confundiram com o fato do clube do tiete querer dar mais atenção para outros esportes, outros dirigentes não satisfeitos, decidiram criar o São Paulo Futebol Clube, quem quiser duvidar que o São Paulo foi fundado no centro da capital, é só passar ali na praça da sé e olhar com os proprios olhos.