Boa parte de um vasto material recolhido em muitos anos de pesquisas está disponível nesta página para todos os que se interessam em conhecer o futebol e outros esportes a fundo.

sexta-feira, 11 de abril de 2008

O maior campeonato do mundo

Quem não lembra da Copa Arizona de Futebol, que foi disputada nos anos 70 e envolvia equipes amadoras de todos os Estados do Brasil. A competição era organizada pelo jornal “A Gazeta Esportiva”, de São Paulo e patrocinada pela Companhia Souza Cruz, fabricante dos cigarros Arizona. Foi considerado, na época pelo Livro Guinnes, o maior campeonato do mundo, ao reunir cinco mil equipes, sendo 1.032 só do Estado de São Paulo.

O regulamento era simples. Primeiro as fases regionais que classificavam os campeões de cada Estado. Depois vinham as finais disputadas na capital paulista e precedidas de uma grande festa. Em 1976, por exemplo, durante mais de duas horas jogadores amadores de todo o Brasil desfilaram frente um palanque armado na avenida São João, ao som de bandas e fanfarras.

Eu cheguei a participar de uma Copa Arizona, foi no ano de 1975, quando fui técnico de um time chamado Cruzeiro do Sul, na cidade de Pelotas. Saímos invictos da competição. Ganhamos a fase local e na regional fomos eliminados nos pênaltis pelo Internacional, de Arroio Grande, depois de 90 minutos e uma prorrogação de 30, com empates de 0 X 0. O Cruzeiro do Sul revelou um grande número de jogadores que depois brilharam em equipes profissionais, como Joaquim, zagueiro do Internacional de Porto Alegre.

A Copa Arizona disputava popularidade com os campeonatos dos times tradicionais de várzea. No Rio Grande do Sul, por exemplo, a competição tinha tanto prestígio, que os clubes que se sagravam campeões, mesmo sem o reconhecimento da Federação Gaúcha de Futebol (FGF), se auto proclamavam campeões estaduais de amadores.

Lembro que a cidade de Ijui, terra do técnico Dunga, da Seleção Brasileira tinha dois times quase imbatíveis, o Ouro Verde e o Estrela Vermelha, que abocanharam três estaduais, em 1975, 1977 e 1980.

Infelizmente eu não tenho a lista completa dos campeões nacionais da Copa Arizona. Tentei buscar esses dados com a Companhia de Cigarros Souza Cruz, mas a memória se esvaiu com o passar dos anos. Só a Gazeta Esportiva guarda essas informações na sua coleção de jornais.

Também não consegui nada, pois seria necessária uma pesquisa demorada e paga. Como moro em Brasília, num primeiro momento isso me pareceu inviável. Mas tenho fé que algum leitor deste artigo traga luz a esse escuro existente na história da maior competição esportiva que o país conheceu. Pena que não tenha tido continuidade.

A Copa Arizona começou em 1974 e só deu São Paulo. O ADC Frum, da Vila Maria foi o campeão. O vice foi o G.E. Black Power, e o Americano, de Américo Brasiliense, chegou em terceiro lugar. Em 1975, o Esporte Clube Golfinho, de São Paulo foi o campeão, e o vice o Ajax, de Florianópolis (SC). Em 1976 o Golfinho, foi bicampeão, com a Campineira, da cidade de Sobradinho (DF), onde moro, ficando com o vice-campeonato. Apenas como detalhe, a Campineira foi campeã de Brasília, nos tempos do amadorismo, em 1975.

Em 1977, o Francisco Xavier, do Rio de Janeiro, foi campeão ao derrotar o Lagoinha, de Minas Gerais, na final, por 3 X 0. Em 1978, o campeão foi a Associação Atlética Portofelicense, de Porto Feliz (SP), que derrotou na final o Elnema, também de São Paulo, por 3 X 0. O Francisco Xavier (RJ) foi terceiro colocado.

COPA ARIZONA DE FUTEBOL AMADOR – 1980

ZONA NORTE

RIO GRANDE DO NORTE

21/09/1980
Final
Gigante Rubro 2 X 0 São Paulo, de Eduardo Gomes
Local: Estádio Juvenal Lamartine, em Natal

PERNAMBUCO
27/09/1980
Final
Juventus de Camaragibe 2 X 2 Bandeirante, de Casa Amarela
Prorrogação: Juventus 1 X 0

PARAÍBA
Grupo de João Pessoa
Semifinals
16 e 17/agosto de 1980

Grupo A
Cinco de Agosto, de Palmeiras da Torre
Íbis, de Posto Nossa Senhora da Penha

Grupo B
Proserv, de São Paulo de Tambia
Esferal, de Cimepar

Grupo de Campina Grande
Final
Confiança 2 X 0 Renascença

Estágio Final
13/09/1980
Palmeiras da Torre X Confiança de Campina Grande

FINAIS REGIONAIS

CEARÁ E PIAUÍí
Redes Santana (CE) 0 X 3 Kosmos (PI)

PARAÍBA, ALAGOAS E PERNAMBUCO
Todas as partidas disputadas em João Pessoa (PB)
04/10/1980
Flamengo (AL) 1 X 2 Juventus (PE)
05/10/1980
Palmeiras (PB) 3 X 3 Juventus/ (PE)
Prorrogação: Palmeiras 1 X 0

RIO GRANDE DO NORTE
Gigante Rubro já classificado por sediar a etapa final

FINAIS DA ZONA NORTE
Todas as partidas disputadas no Estádio Juvenal Lamartine, em Natal
10/10/1980 – Gigante Rubro (RN) 1 X 0 Palmeiras (PB)
11/10/1980 – Palmeiras (PB) 2 X 2 Kosmos (PI)
12/10/1980 – Gigante Rubro (RN) 1 X 1 Kosmos(PI)
Gigante Rubro, campeão do Norte, classificado para as finais nacionais.

ZONA CENTRO

ESPÍRITO SANTO
Final
Estrelinha 1 X 0 Siderúrgico
Gol: Moacir Calado
Grêmio Atlético Estrelinha, de Jacutuquara/Vitória, classificado

MINAS GERAIS
Finais
Ferroviária 1 X 0 Rosário
Ferroviária 0 X 0 Rosário

RIO DE JANEIRO
Capital
Final
Francisco Xavier X Frigorífico, de Nilópolis
Petropolitano X Machado Viana, de Campos
Francisco Xavier classificado

FINAIS REGIONAIS

10/10/1980 - Ferroviária X Estrelinha
11/10/1980 - Francisco Xavier X Estrelinha
12/10/1980 - Ferroviária X Francisco Xavier

Francisco Xavier, campeão do Centro, classificado para as finais nacionais.

ZONA SUL
SÃO PAULO
Final
Buenópolis de Morungaba 4 X 0 Nove de Julho, de Bauru
São Paulo Capital
Final
ADC Frum 4 X 2 Progresso

RIO GRANDE DO SUL
Grupo Grande Porto Alegre
Finalistas
Safurfa, Gloriense, Guaspari, Dínamo, Alpes, Colônia, Unidos e Icotrom
Safurfa classificado

GRUPO DE CAXIAS DO SUL
Semifinals
Noroeste 2 X 0 Conceição
Randon 0 X 0 União Forquetense
Classificado o União Forquetense
Final
Noroeste 1 X 0 União Forquetense

Água Verde de Alegrete X Madureira, de Santa Maria
Cruzeiro, de Passo Fundo 0 X 0 Noroeste
Pênaltis: Cruzeiro 4 X 3
Ouro Verde de Ijuí  X Flamengo de Livramento
Água Verde de Alegrete X Tulipa
Operário X Novo Avante, de Rio Grande

SEMIFINAIS

Tulipa, de Cachoeira do Sul
Ouro Verde, de Ijuí
Cruzeiro, de Passo Fundo
Operário, de Bagé

FINAIS

Ouro Verde 3 X 1 Safurfa
Local: Estrelão, em Porto Alegre
Gols: Bertil, Dirceu e Lauri para o Ouro Verde. Zezé descontou para o Safurfa
Ouro Verde: Poty - Zé Galvão – Casca - Paulo Perin e Jair – Toni - Lauri e Pincho (Paulo Morais) - Bertil (Gelson) - Capucho e Dirceu.

FINAIS REGIONAIS

18/10/1980
Em São Paulo
Ouro Verde X Taquarassu (MS)
ADC Frum X Buenópolis
ADC Frum, campeão do Sul, classificado para as finais nacionais.

FINAIS NACIONAIS

Equipes participantes
Zona Norte – Gigante Rubro, de Natal (RN)
Zona Centro – Francisco Xavier E.C., do Rio de janeiro
Zona Sul – ADC Frum, de São Paulo

FASE FINAL

Francisco Xavier 1 X 0 Gigante Rubro
Data: 24/10/1980
Local: Estádio do Bonsucesso
Juiz: Valdo Luís Machado
Gol: Rui
Francisco Xavier: Delfino – Tizil – Geraldão - Otávio e Canário – Rui - Paulinho (Vila) e Djalma – Mendes - Izac e Cazela (Levi)
Gigante Rubro: Romildo - Saraiva, - João Maria - Grimaldi e Ronaldo – Álvaro - Valério e Marcos – Ferreira - Neto e Hideraldo.

ADC Frum 0 X 0 Gigante Rubro
Data: 25/10/1980
Local: Estádio do Bonsucesso
Juiz: Antônio Dornellas
ADC Frum: Zé Roberto – Valtão – Alemão - Leonardo e Gato – Zucheto - Junior e Novaes – Cerejeira - Kiko (Teixeira) e Mauro (Reginaldo).
Gigante Rubro: Romildo – Saraiva - João Maria - Grimaldi e Ronaldo - Álvaro (Marcos) - Valério e Tito – Ferreira - Neto (Viana) e Adelmo.

Francisco Xavier 1 X ADC Feum
Data: 26/10/1980
Local: Estádio do Bonsucesso
Juiz: Valdo Luís Machado
Gol: Izac aos 28 do segundo tempo
Francisco Xavier: Delfino – Tizil – Geraldão - Otávio e Canário - Rui (Vila) - Reinaldo e Djalma – Mendes - Izac e Levi.
ADC Frum: Zé Roberto – Reginaldo – Valtão - Alemão e Leonardo – Zucheto - Junior (Neovaldo) e Novaes – Kiko - Teixeira e Valverde (Mauro).
Observação: A partida foi encerrada aos 79 minutos pela expulsão de cinco jogadores da equipe paulista.

Francisco Xavier campeão

Segundo o Diário de Pernambuco, a ADC Frum declinou da decisão da segunda posição contra o Gigante Rubro, e o clube natalense sagrou-se vice-campeão.

Quando a Copa Arizona acabou, em 1980, totalizou a estrondosa participação de 104 mil jogadores entre os anos de 1974 a 1980.

A Copa Arizona teve também o seu lado folclórico. Esta, eu tirei da coluna “Baú do Guidugli”, do professor Marco Antônio Guidugli, no “Jornal do Povo”, de Cachoeira do Sul (RS).

Campeão amador do Rio Grande do Sul o Ferreira Futebol Clube foi jogar em São Paulo a fase nacional da Copa Arizona. Na viagem de avião os atletas Teco, Beto Scarparo e Homerinho divertiam-se comendo pastéis, cerveja, pedaços de galinha e refrigerantes.

Outro atleta, Claudionor, ficava apenas observando. Sem saber que toda a comida era gratuita, Claudionor foi orientado pelos colegas de que teria de pagar tudo quando desembarcasse. Com pouco dinheiro, resolveu economizar, não comendo nada a viagem toda. (Texto e pesquisa: Nilo Dias)

Um comentário:

vilmar facre disse...

Tenho a medalha e o trofeu de cam-eão da copa arizona de 1979.este time se chama cruzeiro esporte clube (Três Rios )estado do Rio de Janeiro.Este torneio era patrocinado pela Souza Cruz,e gostaria de alguma notícia sobre este campeonato.